Final: Ourinhos x Guarulhos

abril 11, 2008

Nas finais, o aguardado confronto entre A.A. Guaru e Unimed/Ourinhos teve desfecho surpreendente. Não se sabe se pelo cansaço ou pelo peso da decisão, o jogo do time de Guarulhos teve uma sensível queda no play-off final. Com o rendimento baixo das pivôs, e uma queda na produção de Roseli, o time passou a depender mais ainda de Korie. Em Ourinhos, pelo contrário, o jogo foi harmônico, dividido, coletivo e suado. Com essas qualidades, o time papou o Campeonato Paulista 2000. Um título inédito e merecido, que coroa um trabalho árduo e a trajetória do técnico Edson Ferreto. Parabéns!.

Jogo 1 – Ginásio Maria Paschoalick (Monstrinho) – Ourinhos

Unimed/Ourinhos 93 x 82 A.A. Guaru

Jogo 2 – Ginásio João do Pulo – Guarulhos

A.A. Guaru 91 x 88 Unimed/Ourinhos

Jogo 3 – Ginásio João do Pulo – Guarulhos

A.A. Guaru 86 x 96 Unimed/Ourinhos

Jogo 4 – Ginásio Maria Paschoalick (Monstrinho) – Ourinhos

Unimed/Ourinhos 108 x 94 A.A. Guaru

Há muito o que se falar das finais. Um fator não pode ser esquecido: longes do interior, há muito tempo as finais não eram tão prestigiadas. Desta vez, ginásios estiveram lotados em todos os jogos.

O Guaru, de Alexandre Cato, chegou merecidamente às finais, mas não conseguiu segurar Ourinhos. O time centralizou as jogadas em Korie, que foi responsável por 30% da pontuação de Guaru nesta série. A croata fecha sua participação, com 26,5 ppg nesta fase e sendo eleita a melhor jogadora do torneio. É uma excepcional atleta, mas precisava de maior apoio das companheiras, acabando por se desgastar nestes últimos jogos. O jogo de Sandrinha cresceu nas finais. A armadora, apesar de jovem, tem uma segurança e uma seriedade incríveis e mandou ver 17,5 ppg contra Ourinhos. Uma jogadora que promete muito. Aide mostrou o que é capaz de fazer quando está dirigida por boas mãos: segura e polivalente, somou 17 ppg. Roseli manteve-se como peça importante para o time, mas não foi a mesma das semifinais contra Jundiaí. Mesmo assim, sai do campeonato fortalecida e revigorada, depois de passar por tempos amargos. Fez 13 ppg nesta fase. Os pivôs, que são o calcanhar de Aquiles do time, sofreram contra Ourinhos. A produção ofensiva continuou pobre – 8,75 ppg pra Casé e 2,75 ppg para Maria Cristina, e as duas ainda tiveram problemas para segurar o jogo forte de Lígia, Jack e Êga.

O time fica com o vice-campeonato, mas podia ter ido adiante. O trabalho, no entanto, promete. Para o Nacional, o time reincorpora Ana Motta e Eliane e contratou Cléia, de Araçatuba.

Em Ourinhos, o jogo foi forte, solidário e empolgante. Um trabalho surpreendente e comovente. O maior destaque da série foi Lígia, que personifica a garra do time, marcou 18,5 ppg. Logo após, vem Rose, um talento, com 17,5 ppg. Jack, com 16 ppg foi muito importante. Como esquecer Paty, com 15 ppg? E Êga que aproveitou a chance marcando 10,2 ppg? Roberta deixou 8,75 ppg cravados nas finais. A armadora Gattei mandou 7,25 ppg, mas a segurança com que comandou o time deram a garota o título de revelação do torneio. Simone Pontello teve 3 ppg. No banco, Edson Ferreto brilhou e comandou esse time de formiguinhas. Com méritos, foi eleito o melhor técnico do campeonato.

Empolgado pelo título, o prefeito da cidade (o mesmo que cortou verbas no início do ano), promete investimentos pra fazer de Ourinhos um centro de referência em basquetebol. Ver pra crer… Mesmo assim, o time já perdeu a americana Jack.

Centro Esportivo Ourinhos/Unimed – Campeão Paulista 2000/01

Vanessa Gattei, a Gattei; 20 anos, armadora, 1,69m, começou a jogar basquete em Itapira (SP). De lá, foi para o Santo André, onde teve poucas chances.Passou ainda por Americana. Chegou em Ourinhos sem grandes perspectivas, mas a contusão da armadora titular Pabliana lhe deu a grande chance, e Gattei não se fez de rogada. Insegura, no início, seu jogo foi crescendo e ela mostrou muita capacidade. Eleita a revelação do ano pela FPB, em um ano que ocorreram muitas novidades. (Ganhou por um voto de diferença de Sílvia, de Americana).

É a maior assistente do time (3,9 apg). Média de 5,6 ppg.

Roberta Lorencetti, a Roberta; 22 anos, ala, 1,74m é cria de Campinas, com passagens pelas divisões menores da seleção. Teve sua primeira grande chance nessa temporada e não decepcionou.

Média de 11,2 ppg.

Patrícia Perondini, a Paty, 23 anos, ala, 1,81m, iniciou a carreira em Brasília na AABB e passou como juvenil por Campinas e Americana. Sua primeira chance no adulto veio em 97, em Santa Bárbara D’Oeste. Voltou a Campinas e depois veio para Ourinhos. Desde então, vem chamando atenção. Uma jogadora promissora.

Foi a melhor da equipe em recuperações de bola (2,2 rpg) junto com Jack. Foi a cestinha da equipe, com 15,6 ppg.

Roseli Epifânio da Silva, a Rose, 32 anos, ala, 1,74m, passou por vários clubes paulistas: Birigui, Prudentina, Tupã, Jomec/Rio Preto e Avareense. Em 1997, chamou a atenção de Laís Elena e transferiu-se para Santo André, onde fez temporadas muito boas. Chamava atenção pela aplicação defensiva e pelo ‘jump’ preciso. Nas últimas temporada, vinha sendo mal-aproveitada no clube e rumou para Ourinhos, onde ratifica seu valor. Jogadora mais experiente da equipe.

Média de 13,9 ppg.

Soeli Garvão Zakzeski, a Êga, pivô, 23 anos, 1,84m, atuou em equipes de Santa Catarina e Paraná até chegar em Ourinhos. Uma jogadora muito importante para o time e aplicada. Tem um estilo de jogo vibrante.

É a maior reboteira do clube (5,5 rpg) e ainda a maior bloqueadora (1,2 bpg). Média de 6,8 ppg.

Kamila Mucida Paranhos, a Kamila, ala, 18 anos, 1,75m, é a juvenil que completa a equipe. Veio de São Bernardo.

Média de 2,8 ppg.

Jacqueline Nero, a Jack, pivô, 32 anos, 1,84m, é uma pivô norte-americana que veio para o Brasil no início da década de 90 e aqui aprimorou seus fundamentos. Passou várias temporadas em Piracicaba, ficando na cidade até 1996. De lá pra cá, atou no basquete europeu, na WNBA, voltou para o Brasil numa rápida passagem em Santo André (98) e em 2000, veio para Ourinhos.

Média de 13,9 ppg.

Simone Pontello, a Pontello, pivô, 28 anos, 1,85m era uma das apostas de Maria Helena Cardoso para a posição de pivô na seleção brasileira, na qual a atleta se manteve de 1990 até 1994, na conquista do campeonato mundial. Não foi mais convocada e permanece realizando temporadas discretas, mas regulares nos clubes paulistas. Com a boa fase de Jack, Lígia e Êga, Pontello jogou menos este ano, mas sua importância deve crescer com a saída da primeira. Iniciou a carreira no adulto em Sorocaba (até 93), passando por Santo André (até 95), Bauru Tênis Clube (até 97) e voltando a Santo André (até 99). Veio para Ourinhos no Nacional de 2000.

Média de 6,7 ppg.

Lígia Maria de Moraes, a Lígia, pivô, 27 anos, 1,82m é cria de Maria Helena Cardoso, radicada em Piracicaba e Campinas. Teve convocações para a seleção brasileira no ano de 1993 (Sul-Americano e Copa América). Em 1994, jogou em Guarulhos. Passou deste a Avaré, onde foi um dos destaques do Campeonato Paulista de 1996. Foi contratada por Hortência, e seu jogo vistoso sumiu num time com muitas estrelas, o Data Control/Americana (Karina, Vicky, Cynthya Cooper e Silvinha) e onde jogava de ala, e não embaixo do garrafão. No Nacional de 98, foi deslocada para o Vila Nova (GO) e virou xodó da torcida, num time que tinha Helen e Vânia Teixeira e esteve entre as melhores reboteiras do torneio. Ressurgiu em Ourinhos, no Paulista de 99 e tem brilhado desde então.

Média de 13,6 ppg.

Edson Ferreto, o técnico, tem uma história de vida dedicada ao basquete com passagem pelos grandes clubes brasileiros. Passou por Catanduva, Prudentina, Piracicaba, Jundiaí, Araçatuba, Bauru (95-6), Santa Bárbara D’Oeste (97), Vila Nova/Goiânia (98) até chegar a Ourinhos. Os anos passados fizeram bem a Ferreto e, hoje, ele demonstra categoria e competência aprimoradas na caminhada.

Seleção do Campeonato

Adrianinha armadora (Jundiaí)

Korie ala (Guaru) Adriana ala (Jundiaí)

Albena pivô (Santo André) Karina pivô (Jundiaí)

– Edson Ferreto técnico (Ourinhos)

Anúncios

Uma resposta to “Final: Ourinhos x Guarulhos”

  1. sara said

    ola eu qeria perguntar de onde voces são
    e se tem incrições e quanto se paga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: